Processo de fabricação e matéria-prima

Processo de fabrico

O termo-tratamento da madeira é um método ancestral e natural para aumentar a resistência ao desgaste da mesma. A SLP transformou-o num processo moderno, cuidadosamente controlado e com qualidade. No processo, as qualidades naturais da madeira são melhoradas através de uma temperatura alta (185-215Co) e vapor de água. Sem utilizar químicos. Assim sendo, os produtos termo-tratados são muito naturais e amigos do meio ambiente.

Na SLP, o processo de produção é cuidadosamente controlado, sendo possível, através da regulação da temperatura, da quantidade do vapor de água e do tempo de processamento, adaptá-lo para fabricar o produto desejado. Com o tempo, conseguímos otimizar o processo para ser adequado a diferentes espécies e vários tamanhos de madeiras.

Entre as madeiras termo-tratadas, há duas categorias de produtos, Thermo-S (estabilidade) e Thermo-D (durabilidade). As caraterísticas principais dos produtos Thermo-S são o aspeto e a estabilidade. Segundo a norma EN 350-1 (escala: 1 muito durável – 5 não durável), Thermo-S foi classificado como bastante durável e pertence à classe 3 relativamente à resistência e ao apodrecimento . A caraterística principal dos produtos Thermo-D é a durabilidade biológica. Segundo a norma EN 350-1, foi classificado como durável e pertence à classe 1-2 relativamente à resistência e ao apodrecimento . Em contato com a terra, os produtos pertences à classe 1 duram cerca de 25 anos (dependendo um pouco da composição do solo).

O processo de produção pode ser dividido em três fases. Na primeira, a temperatura é elevada rapidamente aos 100 Co e depois, vai descendo mais lentamente, até aos 130Co. A humidade relativa da madeira desce quase a zero. Ao mesmo tempo, o vapor de água impede a madeira de fissurar, rachar. O termo-tratamento propriamente dito acontece na segunda fase do processo. A temperatura sobe (dependendo do grau de tratamento) a mais dos 185Co mantendo-se durante 2 a 4 horas. O vapor de água protege a madeira da ignição e provoca alterações químicas. Na última fase, a temperatura desce mediante a pulverização de água. A humidade da madeira estabiliza-se em mais de 4%.

Queremos desenvolver-nos constantemente na área de tecnologia, tendo como objetivo aumentar a eficiência do processo e o seu respeito pelo meio ambiente, entre outras coisas. Durante os últimos anos, temos trabalhado com o uso da serradura resultante do aplainamento da madeira como energia no processo de termo-tratamento.

 

Matéria-prima

Como matéria-prima para os nossos produtos usamos principalmente o Pinho Silvestre e o Abeto finlandeses (Pinus Sylvestris e Picea Abies) com o certificado PEFC. O seu crescimento é lento, na densa floresta de madeira nórdica, e é um material especialmente adequado para o termo-tratamento. Queremos usar única e exclusivamente madeira com galhos sãos e de alta qualidade. Procuramos relações duradouras com os fornecedores das serrações das proximidades, para que possamos garantir a obtenção de materiais homogéneos. Controlamos a matéria-prima e o nosso processo de produção regularmente, pois queremos atender às espetativas dos nossos clientes com produtos de qualidade.

Os nossos produtos têm o certificado PEFC que garante que a origem dos nossos produtos é conhecida e que a supervisão da mesma é efetuada por uma entidade exterior independente. O certificado PEFC prova, de uma maneira fiável, como as florestas finlandesas são cuidadas e exploradas. O sistema de certificação inclui todas as partes relevantes da certificação florestal: exigências relativamente ao cuidado da floresta e à cadeia de cuidados e aproveitamento, bem como relativamente a uma audição exterior. A nossa produção, o nosso controlo de qualidade e os nossos métodos de trabalho são constantemente seguidos, o que nos obriga a avaliar as nossas atividades durante todo o ano.